Páginas

terça-feira, 13 de maio de 2014

O amor da minha vida

Sortudo é quem sabe sabe onde está o amor da sua vida. Chamo de sorte por 'saber', pois nem sempre somos capazes de estar junto do amor da nossa vida.
O simples fato de pensar que existe alguém no mundo feito pra você, por mais desacreditados que estejamos do amor, muda tudo. Nem sempre vamos estar perto, nem ligados. Nem sempre vamos conseguir demonstrar o que sentimos, colocar em palavras. Podemos ser rejeitados, magoados, mas a certeza sempre vai estar lá: ele é o amor da minha vida.
A vida é uma só, assim como o seu amor por toda ela. Você pode descobri-lo aos vinte, ou saber quem é o seu desde pequeno. Não tem importância quando ou como for, mas quando essa certeza aparece, ela fica.
É como se pudéssemos esperar a vida toda pelo momento em que enfim, teremos o amor da vida ao nosso lado.
Que o mundo julgue piegas ou clichê, não importa. De tantas coisas que me orgulho nessa vida, a mais bonita delas é saber quem é o amor da MINHA vida.
Não estamos juntos, nunca revelamos o que sentimos (talvez eu tenha deixado escapar) mas em tudo isso há uma exatidão: eu amo, e não me canso de esperar a resposta. Amo do meu jeito errado, amo com ciúmes e carências, amo de longe e perto, amo nas músicas, amo e todos sabem quem eu amo. Amo sim, eu, na primeira pessoa. Amo o amor da minha vida, aquele que sei, sem titubear, que foi feito pra mim.



Nenhum comentário:

Postar um comentário