Páginas

quarta-feira, 22 de dezembro de 2010

Remember these days

"Não existe novidade, não existe luz no fim do túnel, não tem sol por trás das nuvens, só esse inferno sobre a terra e a lenta espera pela libertação na morte.” Two And a Half Men

"O fato de eu estar viva é uma coisa tão encantadora e maravilhosa que me faz querer viver mais e mais." Aya Ikeuchi, do dorama Ichi Rittoru no Namida 

"Não é bom ser fraco. Mas talvez não seja bom ser forte também. Dizem que o forte prevalece sobre o fraco. Mas somos humanos, não animais." Fruits Basket

"Minhas asas não trarão nada além de desgraça. Mas... [Nós devemos fazer o que podemos agora] Se eu der o melhor de mim... Algo poderá mudar." Azmaria, Chrno Crusade

"Então há os limites claramente demarcados, os que se ousarem ultrapassar, talvez nunca achem o caminho de volta." Gossip Girl

"Você falou? Eu te amo. Nunca quero viver sem você. Você mudou minha vida. Você falou? Faça um plano, tenho um objetivo, trabalhe para conseguir, e de vez em quando, olhe em volta e absorva. Porque é isso. Tudo pode desaparecer amanhã." Grey's Anatomy

sexta-feira, 17 de dezembro de 2010

Nasce de você a revolução.

Muitos procuram uma fortaleza onde é impossível encontrá-la. Cada um deve ser a sua própria fortaleza, mas, díficil é deixar isso claro aos nossos olhos. Você procura tanto no mundo o que está exatamente dentro de você. Você acaba se tornando o seu pior pesadelo, e quando percebe, o mundo não te serve mais de abrigo. O mundo é seu, basta você querer. Nós podemos passar anos buscando o melhor de tudo ao nosso redor, mas o melhor não é o mais importante aos olhos de muitos. O mais fácil acaba se tornando a escolha da maioria, e a maioria acaba se tornando o destino, e no destino pessoas vazias encontram esperanças, e na esperança acaba a busca, porque você se apega a isso e esquece de buscar. O mundo é meu e eu faço dele o que eu bem entender. A esperança tá aqui comigo, mas sou eu quem digo que força ela vai tomar sobre mim. Eu sou hoje o meu pior pesadelo, eu sou a parede que tantos tentam derrubar e não encontram maneiras. Eu sou a eterna busca da melhor parte da minha fortaleza.

segunda-feira, 13 de dezembro de 2010

forever alone in the dark

Por muitas vezes ouvi histórias em que uma menina linda encontrava seu príncipe e vivia eternamente feliz. Fui crescendo e aprendi na marra que isso não é verdade. Não que eu tivesse alguma esperança ou sonho de que isso acontecesse comigo, mas, quando se é criança suas amigas fantasiam isso de vez em quando. Hoje, andando pelas ruas vazias da minha cidade, vejo que o melhor que eu fiz foi não esperar pelo meu príncipe. Ele nunca apareceu. As ruas vazias são o meu conforto, e nas noites em que sinto vontade de falar com alguém, é pras ruas que eu vou. É lá que me sinto segura, é lá que eu consigo rir e chorar sem ser julgada. Pense alto, viva o verão, sinta frio e ame caminhar sozinho pelas ruas. Quando não se tem muito o que esperar do dia seguinte, essa é a melhor maneira de conseguir dormir ao voltar pra casa.

segunda-feira, 22 de novembro de 2010

 

São tantas vozes na minha cabeça que mal sei a quem ouvir. Sinto saudade quando você está longe, e quando está perto quero ficar perto de você. Fico pensando nas diferenças, e lembro que as semelhanças são maioria. Seus olhos são verdes ou azuis? Bem, acho que são verdes, mas, eles me deixam tão encantada que não consigo lembrar, embora te conheça há tantos anos. Quando eu lembro que vou te ver, penso que é algo tão raro de acontecer que tem que ser eternizado com um abraço muito apertado. Você sempre vem correndo e me embriaga com a sensação de 'estou matando a saudade'. Mas espera aí, onde fica o 'ele é um irmão pra mim'? Me disseram hoje que se não tem o mesmo sangue não tem nada disso. Eu meio que discordo. Mas ainda assim, o tempo com ele é tão raro que o melhor é ficar perto, abraçar, ganhar um colo pra descansar, andar de mão, contar as novidades, rir das piadas e falar sério olhando olho no olho. Isso me mata. Preciso descobrir quando eu vou te ver de novo. Preciso parar de ouvir as vozes e tentar resolver a confusão que tá acontecendo aqui.

quarta-feira, 10 de novembro de 2010

Distância

Já tentei desviar meu pensamento pra não ter que me perder de novo. Cada vez que penso em voltar no tempo um pedaço de mim se vai, e parece que nunca mais vou conseguir me juntar novamente. O destino quer me mostrar sua dimensão e a força que pode ter em tudo que eu faço, mas meu medo de me perder na sombra do tempo é mais forte do que a curiosidade em si. Pensei que eu podia viver longe disso tudo, mas todos os dias, acordar na mesma cama é só o que eu quero. Difícil é correr, impossível falar a verdade sempre, me encontro em uma constante oscilação do certo com o errado, do você e do eu, do tudo e do nada. Fugir não é solução, fugir talvez seja uma resposta. Queria perguntar tanta coisa ao futuro, ao destino... mas, eles estão tão mudos ultimamente.

terça-feira, 26 de outubro de 2010

About me

Planos. Desculpas. Desgastes. Amores. Presente? Mais ou menos isso. Se tu soubesse o quanto tenho me esforçado pra seguir, contigo. Mas, agora é sobre mim, não é? Não sei ao certo quando foi que esqueci os livros, ou talvez não os tenha esquecido, apenas surgiram novas ideias.
Queria pensar em algo impactante pra te dizer, mas você deixou de lado as músicas melancólicas e tudo o mais que te fazia sentido antes. Como vai o trabalho? E o futuro? Deve estar sendo atrapalhado pelo presente, não é mesmo?
Ouvir Fresno me pareceu bom semana passada, mas até isso te atingiu. Tem sido complicado... minha voz tem ido o mais longe que eu consigo mandá-la, mas, estou voltando a ser a criança emotiva, e as feridas estão re-aparecendo. Preciso ser salva. Preciso dormir.
 Um outro lado para um texto ae.

quinta-feira, 21 de outubro de 2010

Precious Memories

Pare pra pensar por um minuto. Tem valido a pena? Tem sido como tu sonhava? O mundo tem reagido como deveria? Não? Agora volte no tempo. Quando tu era criança, valia a pena? O mundo era justo, não era? E agora, o que será que aconteceu ao mundo?
Na verdade, eu acho que você simplesmente cresceu, e enfim viu que nem o príncipe e muito menos o Papai Noel virão. Mas isso tá meio clichê. Vamos fugir dele agora.
Falando em fugir, eu já quis fugir, só que o mundo não me deixou. De verdade, queria fazer minhas malas e ir pra qualquer lugar. O interior me parece legal, mas, espera, eu moro no interior. Bem, talvez outro interior, em um lugar bem longe deste inerior e também que seja longe do meu próprio interior. Daquilo que vive dentro de mim, e que tanto me assombra.
Eu já quis esquecer o passado, mas de tanto tentar fugir dele, acabei percebendo que não importa onde eu vá ele vai estar lá, batendo na minha porta. Talvez um dia eu o convide a entrar, por que se eu for parar pra pensar, não é pecado ter as minhas memórias como jóias.
Se um dia elas foram parte de mim, nada mais justo do que tê-las comigo, guardadas em um baú, e tirá-las de lá sempre que sentir saudade. O passado não é errado. Bem, talvez algumas partes até possam ser, mas naquele momento não eram, então, não é errado.
O passado só é um peso quando você se deixa levar por ele, quando você deixa ele te ferir. É por isso que cabe a você colocar o limite de quando e como ele vai interferir no hoje. Talvez sua decisão seja nunca mais, o que eu considero a mais correta.

sexta-feira, 8 de outubro de 2010

When The World Comes Down

Essa ausência de imagens estava me deixando louca. Queria achar respostas que não me pertenciam mais, pensei que fosse fácil viver por mim mesma, mas nem sempre funciona desse jeito. Tentei de todos os modos encontrar imagens que me mostrassem um outro lado, mas essas não queriam se colocar a mostra. Lutei durante dias, talvez mais, mas elas me venceram. Tive que admitir que eu perdi. Não tive mais forças pra correr atrás de situações isoladas já que essas imagens as tiravam de mim. Decidi que não gosto mais de imagens. Eu fico com as palavras.

sábado, 18 de setembro de 2010

 

O antes e o depois

Hoje eu leio e re-leio as coisas que eu escrevia antigamente e percebo que muitas delas hoje não fazem mais tanto sentido. Eu pensava que certas pessoas não me dariam motivos para deixá-las para trás, hoje essas pessoas nem sabem mais quem eu sou ou quem elas são, se é que algum dia souberam.
Muitas das pessoas que passaram por mim me fizeram sentir vontade de escrever, e foi isso que eu fiz, e só agora fui perceber que elas não mereciam o meu tempo. Quando a coisa fica séria demais ao ponto de me deixar nervosa, eu escrevo. Muitas vezes escrevo até sem motivos, mas quem se importa? Ninguém nunca deu bola pras bobagens que eu escrevo. Mas isso, isso vai da cabeça delas. Por que eu sei demonstrar o que eu sinto nas palavras, e elas não tem capacidade sequer pra entender um simples "gosto de você" ou um "eu te amo" dito ao pé do ouvido. 25/09/09

terça-feira, 7 de setembro de 2010

9 de setembro

Definitivamente, eu odeio fazer aniversário. Não pela questão de ficar mais velha[embora isso conte um pouco] ou pelo fato do todos os teus conhecidos chegarem em ti cheios de falsidade. Eu não gosto por que eu lembro que não tenho tudo o que eu quero, que amigos falsos são o que não me faltam, que eu vou dormir e acordar sempre pensando em agradar certas pessoas embora algumas delas não mereçam e pensando também em como não magoar a quem eu quero bem, embora isso seja bem mais complicado do que qualquer um de vocês possa imaginar. Fazer aniversário me lembra que eu não tenho um pai presente como qualquer outra menina, e que por mais que ele esteja há apenas alguns metros de mim eu não tenho ele como porto-seguro. Ficar mais velha quer dizer acordar pra vida e começar a pensar no futuro. Mas, que futuro? Futuro pra mim seria estar terminando o ensino médio esse ano, saindo dessa maldita cidade no ano que vem e deixando tudo que eu tenho de podre pra trás, mas infelizmente isso não tá sendo possível. Eu não tenho vontade de levantar da cama nessa época do ano. Setembro pra mim é o pior mês que pode existir. Enquanto qualquer ser humano normal ama fazer aniversário, ter a família e os amigos em volta e se encher de presentes e gorduras, eu quero é sumir, esquecer que o dia 9 de setembro existe e fazer de conta que eu sou só uma criança, colocar um pijama de bichinho, e voltar a ser um nenê. Ou quem sabe, simplesmente beber um copo de água e fazer que isso mude a minha vida, mude tudo o que me rodeia e fazer meus sonhos se tornarem realidade. Ou quem sabe fazer com que me surga uma oportunidade de fugir e fazer valer bem longe daqui.

segunda-feira, 23 de agosto de 2010

Segunda feira

Olhe para baixo. Os últimos posts são todos em segundas feiras. Algum sentido pra isso? Talvez.
Metade do mundo reclama da segunda feira pois tudo volta nesse dia e nem tudo isso é bom. Mas, pare pra pensar um pouco, fins de semana podem ser conturbados e estressantes, então, nada melhor que uma segunda feira pra esfriar a cabeça. Se me fosse dado o direito de escolher um dia da semana para voltarmos a rotina, esse dia seria a quinta feira. Gosto das quintas. Mas ainda tenho uma queda a mais por segundas; as tardes de segunda feira são acolhedoras de alguma forma, de algum modo inexplicável pra mim, as ideias fluem com êxito nesses dias. Talvez por ser o 'início' de um novo 'tempo', ou a esperança de que algo vá acontecer... ou talvez o desejo de que o próximo fim de semana não chegue(ou que chegue). Cada segunda feira tem o seu brilho, que não é igual ao de terça ou de quarta. Segunda feira... é talvez, só mais um dia igual a qualquer outro, mas vai saber né?

E se eu tento me esconder é por que eu só quero te mostrar,
o que eu ainda sou.
Esteban - Segunda feira

segunda-feira, 16 de agosto de 2010

Como num Filme sem um Fim

Deixei o mundo me levar pelo pior caminho. Pensei que ninguém iria se importar. Não enxerguei que eu precisava de algo que vai muito além disso. Demorei pra enxergar que eu não sabia tudo e que amigos podiam sim me machucar. Eu tive que perder pra entender, tu teve que me mostrar que sabia muito mais do que eu, tive que levar um tapa pra conseguir revidar. Eu lutei, eu chorei e eu caí. E não tinha ninguém lá pra me levantar. E será que alguém sabe o porque? Eu lhes digo, mas em outra oportunidade, pois hoje, ou daqui há pouco eu vou tentar voltar, voltar pra quem eu queria ser, pra quem eu consegui ser e joguei pela janela.

sábado, 31 de julho de 2010

 

Tomada pelas ações de uma vida anterior, levada ao caminho da dúvida por um amargo destino. A linha entre odiar e ser odiado é tênue. Os dois prisioneiros confinados em lados opostos do espelho, atravessando o tempo, vindos da escuridão, realizarão sua vingança. here

As pessoas não se dão mais bem porque todas vivem de ego inflado. O pensamento da maioria é "eu, eu, eu". E não dão espaço para o próximo. Logo, há necessidade de subir a qualquer custo, mesmo que hajam custos morais. here

quinta-feira, 15 de julho de 2010

Tudo pra você.

Minhas luvas estão me servindo de abrigo nesse inverno. Elas são tão... quentes. Mas, parando pra pensar, não é do calor delas que eu gosto, eu gosto da distância que elas criam entre minhas mãos e todo o resto. Distância essa que me faz sentir segura, que esconde os meus arrepios ao ver nos teus olhos essa tristeza que me mata. Meu avô diria que a parte mais fria do inverno ainda não chegou. Já eu digo o contrário. O maior frio é esse que eu sinto agora, ou, mais exatamente, toda vez que vejo nos teus olhos aquela reprovação. A mesma reprovação que eu via há alguns anos atrás, infelizmente ainda existe. Hoje eu estou com vontade de ir dormir cedo, minha cama é tão quente e aconchegante, é como se fosse o meu par de luvas em que eu me sinto segura e livre de tudo o que me rodeia. Mas ao mesmo tempo em que eu quero dormir, tenho vontade de te ver, assim como eu tive ontem, mas sei que isso não vai nos render nada além de mais dedos apontados na cara.
Tenho tanto medo desse frio que me faz ficar presa em casa. Tenho raiva de mim por ter que me explicar toda a vez, mas em certas horas isso me parece tão certo. Eu faço tanto por você, mas, será que de nada vale isso? Eu rezo todas as noites, e minhas orações as vezes me tiram o sono ao ponto de ver o dia clarear.
Será que você esqueceu aquilo tudo que eu já li pra você? Será que você não está caíndo tanto ao ponto de pensar o contrário? Me parece como se isso fosse uma maldição, que, quando invocada, desperta em você esse alguém que traz consigo o vento mais gelado do ano, que nem as minhas luvas e muito menos a minha cama podem aquecer.

sábado, 10 de julho de 2010

About you

Salvação? Redenção? Medo? Culpa? Passado. Imagino-me daqui há alguns anos, quando eu for realmente adulta, se eu vou rir de tudo isso ou se eu não vou conseguir ser a pessoa bem resolvida que eu sempre planejei. Mas isso não é sobre mim, agora. Ou é?
Tu te sente uma pessoa resolvida, ou será que a criança ferida ainda precisa te mostrar mais alguma coisa? Pegue seu iPod e ouça músicas melancólicas. Até aceito, nessas circunstâncias, que tu chame Fresno de melancólico. Talvez leia um daqueles meus livros, ou olhe os fimes de terror que estão ai guardados. Se isso tudo não te ajudar, vá trabalhar. Ocupa a cabeça com o que pode te dar um futuro que não é incerto, por que, eu estou apenas indo atrás de um recomeço. Eu quero apenas ser um soldado, daqueles que procura salvação sozinho.

quinta-feira, 1 de julho de 2010

A resposta de Sophia

Já parou pra pensar se ele fosse o primeiro? E se fosse o último? O medo de querê-lo ainda me assola e, dar uma chance pra tentar talvez não esteja mais em foco hoje. O que eu sinto agora? Sei lá, de repente tomar um café valha de alguma coisa. Pelo menos pra ele. Talvez isso me deixe mostrar um pouco do que eu sinto. Eu era uma guria, e hoje ainda sou. Uma guria igual ao guri que ele se transforma quando fala de mim. Sabe, acho que até se esse café viesse a acontecer eu não saberia as palavras certas para usar, mas agora por medo de eu querer ficar. E o que ele pode fazer? Bem, talvez olhar pra dentro da tevê e tomar aquele café, e pedir aquela chance pra ficar. Me parece tão simples, e eu quero deixar ele tentar, pelo menos dessa vez. 
Sophia












Essa foi a resposta para uma carta para Sophia.

sábado, 26 de junho de 2010

The Ugly Truth

As coisas simplesmente param. Eu saio na rua e está tudo parado. O vento, as folhas desse outono triste, as pessoas. É como se todos eles estivessem brincando de ''estátua'' e eu não. Não gosto de brincadeiras, elas geralmente me machucam e eu nem ao menos tenho permissão pra reclamar disso.
Queria poder parar como eles, mas sem brincadeiras, pra poder estabelecer um estado de espírito melhor para o meu estado de espírito atual.
Tenho medo do que as pessoas irão me dizer, sabe. Pessoas são imprevisíveis e eu, eu sou, talvez, a mais previsível das criaturas. Já me disseram pra seguir em frente, isso aos teus olhos foi um erro. Tu já me disse pra seguir em frente, e mesmo isso aos teus olhos foi um erro. Pessoas são pedaços insignificantes do mundo e mesmo assim conseguem mudá-lo de um maneira tão impressionante que não cabe a mim dizer ou pensar se é certo ou não seguir em frente. 

sexta-feira, 18 de junho de 2010

Dia 30: Qualquer coisa à sua escolha

"O estranho nesse mundo é que
mulheres não preferem o cara bonzinho.
Elas querem o bonito, sensivel e atencioso.
Esse tipo de cara não existe mais.
Eu sou aquele que você não entende.
Faço você perder o controle e se sentir impotente.
É verdade. Esse canalha.
Faz você gritar para os céus e os céus não te dão atenção."
 Huang Yi Da - Jerk ~ Abertura do Dorama Devil Beside You

quinta-feira, 17 de junho de 2010

Dia 29: Esperanças, sonhos e planos para os próximos 365 dias

É difícil falar de planos e esperanças, ou talvez, de sonhos seja mais difícil ainda. Meus planos nesse momento não tem muito sentido, o principal deles é passar de ano, o que, no meu caso, é algo ridículo. E sem comentários. O resto dos meus planos são pra depois de terminar o médio, coisa que deveria acontecer esse ano, mas né, meu destino não foi bom comigo. Não vou usar aqui a palavra justiça por que seria egoísta da minha parte, pois eu não fiz muito por isso. Enfim, tenho mais alguns planos, mas infelizmente não estou tendo sucesso nas minhas tentativas de consegui-los. Esses planos também podem se encaixar no pódium dos sonhos, mas né. Esperanças, bem, apesar de ter Deus como base de tudo eu não sei bem o significado dessa palavra. Quando se está pré-destinado a passar o resto de sua vida preso a algo é meio difícil ter algum tipo de esperança. O resto são benefícios, sabe. Muitas pessoas sonham alto demais e acabam caindo, já eu, sonho alto o suficiente pra me manter a salvo. Tenho segurança sobre meus sonhos e planos, que coloco como ideias. São eles que me fazem continuar e ter, bem, ideais.

quarta-feira, 16 de junho de 2010

Dia 28: Este ano, em detalhes

Estamos SÓ em junho, então fica sei lá, estranho falar desse ano que mal começou mas parece que já tá acabando. Não sei mesmo uma forma legal de falar de 2010. Minhas férias foram bem diferentes do normal, eu sempre ia pra Ponte mas nunca pra acampar, e nesse verão eu fui. Passei umas três semanas lá, indo e voltando pra casa pra buscar comida e roupas, e ver coisas da Gincana. Ficamos lá todo esse tempo sem adultos, éramos nós por nós pra fazer comida, lavar roupa e cuidar dos nossos focinhos sujos. Eu, Mano, Vitor Job, Vitor Pinto e Renato. Apenas nós naquele nosso 'Big Brother' como a gente chamava xDD Foi muito bom, fiz muitas amizades novas, muita festa e momentos que serão lembrados to the end ^^ Ae teve o Carnaval, muito esperado por mim e toda a minha galera, fizemos dele o melhor Carnaval das nossas vidas, e isso sim, eu vou contar pra... os filhos deles! Nessa época eu ganhei a minha cachorra, a PomPom que hoje é a coisa que eu mais amo em todo o mundo. Ela me ama e me faz feliz, mesmo sendo a monstrinha que é. Depois disso veio a Gincana da minha cidade, onde minha equipe foi TRI CAMPEÃ! Disso eu não preciso nem falar, né. Lágrimas enchem meus olhos neste momento só de lembrar. Depois disso vieram as aulas e aquela rotina novamente. Voltou também o CNA, com novos colegas que eu não curti muito, o CLJ com as mesmas caras e alguns problemas... Ou seja, a mesma vidinha banal de sempre. Até agora né, junho, tá tudo na mesma. Evento de anime teve um, e eu tava realmente sentindo falta. Teve também o Curso 2 do CLJ e agora a função é preparar o Curso 1 dos nosso Prés, e isso tá dando aquele trabalho. É, meu ano até aqui foi isso, entre meus altos e meus baixos, eu permaneço aqui, e vou levando né, tem que ser.

terça-feira, 15 de junho de 2010

Dia 27: Este mês, em detalhes

Hoje é dia 15, isso quer dizer que, graças a Deus estamos na metade de junho o/ Nesses quinze dias não teve muita coisa produtiva na minha vida, essa função de Copa acaba comigo. Odeio Copa. Odeio o Brasil e odeio todos os ridículos que se matam pra chegar em casa e assistir um jogo tosco. Fiz alguma provas trimestrais que me faltavam, fiz provas no CNA, bebi vinho na praça com os guris e, fora isso o resto foi sem graça. Acho que era isso.

Comentem o que acharam do novo layout. Eu gostei xDD
Ah, desculpem pelo 'meu dia, em detalhes' estar em cinza, é que o html me odeia, entendam isso.
Jya nee~

sexta-feira, 11 de junho de 2010

Dia 26: Sua semana, em detalhes

Minha semana como sempre não teve nada de interessante. Sábado passado fui pro inglês e quando voltei passei a tarde na praça com os guris comendo crepe e tomando chocolate quente. A noite fomos pra Festa do Chopp no Butiá e tava uma porcaria, 25 reais jogados fora. Nessa noite posei na casa do Mano por que domingo era o almoço de 60 anos do pai dele, que é meu terceiro pai[um dia eu explico] por que se eu posasse em casa não teria conseguido acordar. Almocei lá e vim pra casa, tomei banho e fui pro CLJ, e fiquei pra Missa, o que já é rotina do meu domingo. Depois fui jantar no Edo por que era aniversário dele também. De segunda até hoje passei o tempo todo confabulando com a Carol Bitencourt um jeito de irmos no Beeshop hoje em Canoas e no Strike amanhã no Caí. Resultado: todo esse tempo[desde as últimas duas semanas] foi em vão e não conseguimos nada. Duas barbadas perdidas a mais pra nossa listinha x)
Ah, tem as várias idas pra salinha do CLJ pra fazer coisas pro Curso que eu não posso contar, mas essa semana foram bem poucas até ~
Hoje não teve aula devido ao Conselho de Classe, e a tarde fomos pra salinha. Agora to aqui e mais tarde vou jantar no DuZeca. E amanhã começa toda a minha rotina de fim de semana cheio de novo. O CNA e o CLJ tomam o meu fim de semana todo, isso é muito desgastante, ando muito cansada, mesmo.

quinta-feira, 10 de junho de 2010

Dia 25: Seu dia, em detalhes

Hoje só pra variar eu entrei no segundo período. Como hoje era o dia marcado pro sorteio da rifa da cesta da minha turma, lá foi a Rafaela correr pra ajeitar tudo, like allways ._. Eu e a Luana Leal saimos de sala em sala com a cesta pra tentar vender os números que faltavam, depois fomos na Prefeitura[que é ao lado do colégio] depois na Smec e na Câmara de Vereadores. Tudo perto. Minha cidade é pequena e tudo acaba se tornando sempre perto. Nessa nossa banda de 1 hora creio eu, vendemos 30 números. uhules o/ Depois disso fui comer, por que a hora que voltamos já era recreio. Resultado: me distraí na comilança e esqueci de dobrar os papeizinhos. Lá me fui de novo, juntei uma galera e fizemos um mutirão pra dobrar tudo. Quando cheguei no saguão com a pequena bacia laranja cheia de papéis tava o colégio todo me aguardando. Tenho vergonha mas adoro isso. Bem, quem não precisava foi quem ganhou a rifa :/ Voltamos pra sala nesse clima de Yay e passamos mais dois perídos zuando tudo. Voltei pra casa e escrevi um post pro Blog da Detenidos. Depois disso fui com o Mano lá pro Téo pra fazermos pizza e olharmos a abertura da Copa. Juanes muito meu *-* Voltamos pra casa já era noite, ai falei um tempão no celular com a Carol Bitencourt, olhei a novela das seis e passei mais uma pá de tempo no celular com o Edo. Vim pro micro e olhei um monte de vídeos do Paolo Nutini, também muito meu *-* e agora estou aqui escrevendo isso pra todos vocês que me amam me veneram e param pra ler x)
Queria postar uma foto de hoje do Juanes, mas não achei nenhuma do meu agrado, então adeus -q

terça-feira, 8 de junho de 2010

Dia 24: Qualquer coisa à sua escolha

O mundo está começando
a encarar a realidade como
parte da vida; as imperfeições,
o feio e até mesmo o
desagradável estão se
transformando naquilo que a
princípio parece imporóprio
mas algo belo, útil e agradável.
São meras utopias que
cercam a humanidade e
estão fazendo com que o
mundo veja a beleza e a
esperança onde não existem mais.
Isso nada mais é que um outro
jeito de ver a vida: sob a ótica
da simplicidade e da
naturalidade aceitando a
realidade.
É arte da imperfeição.
Tudo é um futuro imperfeito. 
 
Esse texto estava na etiqueta de um casaco que eu comprei semana passada. Não sei o motivo, mas ele realmente mexeu comigo.

segunda-feira, 7 de junho de 2010

Dia 23: Um vídeo do Youtube

Me desculpem pela ausência aqui, é que meus professores realmente acham que eu não tenho vida social. -q

Esse vídeo chamou a minha atenção [embora eu não seja daquelas pessoas que passam horas no youtube olhando videos] por que mostra a mera coincidência ou a falta de qualidade da música no seu todo. Mais de 30 músicas, acredito eu, com apenas quatro acordes. Sim, quatro notas usadas em várias múscas ao longo das últimas décadas.


Vale muito a pena, por que apesar de tudo, talvez críticas não sei, é muito engraçado.

domingo, 30 de maio de 2010

Dia 22: Um site

Primeira opção sempre. O MELHOR site brasileiro sobre a YUI não pode passar despercebido por aqui. Quem é fã sabe que, não importa que o domínio do site seja uma porcaria e tenha deixado a equipe na mão, pois isso não foi nada pra eles que não nos deixaram na mão em nenhum momento após isso.
Pode parecer paga-pau, mas não tem nem graça comparar o YUIbr com qualquer outro site daqui sobre ela.

O YUIbr é nosso e para nós, e eu dou muito valor pra isso!
yuibr.blogspot o .blogspot é temporário até eles conseguirem de volta o .com

YUIbr, muito obrigada por esse 2 anos de TUDO sobre a NOSSA YUI! <3

quarta-feira, 26 de maio de 2010

Dia 21: Uma receita

Fãs de Harry Potter, deliciem-se (:

Copo da Adivinhação

Ingredientes:
• água
• 1 caixa de gelatina de pêssego
• 1 lata de creme de leite
• 1 lata de pêssego em calda
• cobertura de chocolate para sorvete
Preparo:
Aqueça a água. Dissolva a gelatina substituindo a água fria pela calda do pêssego. Depois coloque a água quente e misture bem. Bata o creme de leite com metade dos pêssegos no liquidificador. Misture tudo e despeje em potinhos junto com o restante dos pêssegos cortados em pedacinhos. Coloque para gelar até endurecer. Faça desenhos com a cobertura para enfeitar.

Indicado para: alunos que não prestam atenção às aulas de adivinhação. Experimente observar as figuras sobre a sobremesa: uma estrela pode indicar boa sorte, um barco é sinal de viagem e um coração... bom, isso você não precisa ser bruxo pra adivinhar.

segunda-feira, 24 de maio de 2010

Dia 20: Um hobby seu

Hoje eu passei o dia pensando e perguntando pra todo mundo 'qual é o meu hobby?'. E adivinhem? Eu só encontrei uma resposta: ler. Sim, isso não é novidade mesmo. Pois bem, se ler é meu hobby eu só posso falar de um livro que já li. O escolhido é O Pequeno Príncipe :3


Clássico dos clássicos, O Pequeno Príncipe é, como todo e qualquer mortal diz, o livro que deve ser lido quando se é criança, quando se é jovem e -talvez- principalmente quando se é adulto. Infelizmente eu só tive a oportunidade de ler esse marco da história da Humanidade agora [jovem, né ;~] e com certeza lerei daqui 5, 10, 15 anos. Até o fim dos tempos ou 2012 ;B

sábado, 22 de maio de 2010

Dia 19: Um talento seu

Caminho de folhas
Eu não enxergo as folhas do outono caírem. Onde será que elas estão?
Você me pede em um sussurro pra não te fazer parecer mais idiota, mas as vezes nem eu mesma consigo, também tenho as minhas fraquezas.
As coisas estão acontecendo em uma velocidade extraordinária, e o vento não perde a chance de tentar me derrubar, mas eu quero continuar, eu preciso continuar por todo o sempre.
O outono deveria ser gelado, mas pra ti talvez esteja sendo quente até demais. Eu posso ver isso em seus olhos, então, não minta pra mim.
As folhas do outono começam a cair no meu cabelo, e tu as faz parar de um estalo. Mas mesmo assim eu ainda estou aqui, seguindo o meu próprio caminho de folhas, de folhas mortas.
Por favor, deixe-as voltarem a cair, não é justo me deixar sem ao menos vê-las.
Eu apenas as vejo, pois elas fogem de mim, fogem do sorriso que eu tenho colocado no rosto todas as manhãs, todas as manhãs geladas desse outono quente. 29.03.09

segunda-feira, 17 de maio de 2010

Dia 17: Uma obra de arte (pintura, desenho, escultura)

A minha escolhida é a Art Lifestyle Catarina Gushiken. Mês passado houve uma exposição dela no Shopping Iguatemi em Porto Alegre, e foi lá que eu conheci seu trabalho. Num primeiro olhar o que me chamou a atenção foi o vestido que estava num manequim, mas depois eu vi as paredes de uma espécie de 'sala de recepções' e fiquei encantada com aquilo. São pinturas em tela, e alguns objetos não identificados, mas que me deslumbraram. A perfeição de cada traço, o cuidado em trabalhar algo diferente e inovador, não sei dizer mas, sei que o trabalho de Gushiken me encantou muito.

Tela feita por Catarina para a contora Pitty [Chiaroscuro]

Infelizmente a exposição já saiu do Iguatemi, mas eu garanto pra vocês que vale a pela escrever CATARINA GUSHIKEN no Google e conferir a página toda.

quinta-feira, 13 de maio de 2010

Dia 16: Uma música que te faça chorar


Watashi wo Sagashite
Nagai kaidan nobori tsuzukete
Tadori tsuita door nock shitano

Omoi tobiraga hiraite soshite
Deaeru hazu, datta... Minna no egaoni

Doushite? Marude shiranai hito mitai
Doushite? Tsumetai kotoba kizu tsukeru

Searching for myself
Hajimete no kanjou hitomi kumorasete
Searching for myself
Ukagautoko shita dekinaku narisoou
Kono mama jya iya hayaku -Watashi wo Sagashite-

Nagai yume kara mezameteshimau
Mabushi suguiru sora zutto miteru

Kagami no naka no kokoro ha kitto
Naiteru hazu, nanoni... kinou to onajine

Doushite? Nanimo nakatta koto ni shite
Doushite? Onnaji utawo utaeruno?

Searching for myself
Hajimete no henkawo chanto uketomeyou
Searching for myself
Inoru youni tada mamoru toshiteru
Tsuyoku naritai no dakara -Watashi wo Sagashite-

Hoshi mo mienai to iu kono machi no yoru demo
Chisana hikari sagasu youni...

Searching for myself
Hajimete no henkawo chanto uketomeyou
Searching for myself
Inoru youni tada mamoru toshiteru
Tsuyoku naritai no dakara -Watashi wo Sagashite-


Peço desculpas por a música ser em japonês e vocês não estarem entendendo nada do que tá escrito ali, mas é que era pra postar uma música que me faça chorar, e essa me deixa no mínimo triste por que é lindo quando ela é cantada no anime.

sábado, 8 de maio de 2010

Dia 15: Uma fanfic

Quem me conhece sabe que eu definitivamente detesto fanfics. Acho meio que perda de tempo ler uma história aleatória feita por fãs, num junta-junta total e frenético e pá. Mas há quem goste e por isso eu não vou deixar vocês na vontade e como Harry Potter é meu ponto de partida pra tudo, tinha que ser sobre ele né xD

A Herdeira de Sirius II
A sala estava em completo silêncio. O único barulho que se escutava era o choro abafado de Catherine, que escondia o rosto nas vestes de Rony.
O tiquetaquear do relógio condenava o tempo que passava rapidamente. Pela segunda vez naquele dia, um clarão saiu da lareira materializando Dumbledore e Harry no local.
O rapaz se soltou do diretor e correu até Catherine, puxando-a para seus braços.
- Me de-desculpe. – ele disse em meio ao soluço.
- Ele tinha prometido, Harry. Disse que ficaríamos juntos... – ela murmurou chorosa.
Os dois continuavam ali, abraçados. Ninguém tinha coragem de se aproximar ou tentar reconforta-los.
Desespero e perda. Não existiam palavras para amenizarem aquele triste momento.

Eu procurei bastante e achei isso, eu particularmente achei meigo e digno, não foi forçado e falso como muitas das que eu li. É só um trecho da Fanfic, e o resto tu pode -e deve- ler aqui ou aqui.

Eu era suficientemente forte pra perder algo, menos o que me foi tirado.

quinta-feira, 6 de maio de 2010

Dia 14: Um livro de não-ficção

Tu pode pensar que é só mais um livro de auto-ajuda. Mas não é! Por que os homens mentem e as mulheres choram? é um roteiro de sobrevivência que te faz dar MUITAS risadas. Allan e Barbara Pease falam dos relacionamentos de uma forma séria, clara e cômica, muito cômica, o que torna o livro não um manual de auto-ajuda e sim mais um livro super divertido que não só os casais, mas todos devem ler. É a garantia de muitas risadas, e embora não te ajude em nada, tu vai ver que tudo o que eles dizem e contam ali é verdade. Principalmente o fato de uma mulher ter que virar um mapa de ponta cabeça pra se achar. - Eu já fiz isso, sou a prova. - Isso foi machista, but ok, não consigo lembrar nenhuma situação -masculina- do livros que eu tenha presenciado, embora eu saiba que há várias.
Pois então, pode parecer bizarro um livro de auto-ajuda ser assim tão engraçado, mas é que o engraçado MESMO é ver que situações do nosso dia-a-dia podem ser -e são mesmo!- bem-humoradas, e que pode-se achar pra elas as mais diversas e ainda cômicas soluções.

sexta-feira, 30 de abril de 2010

Dia 13: Um livro de ficção

Khaled Hosseini não economizou na emoção no seu segundo livro A cidade do Sol. Após o grande sucesso de O Caçador de Pipas, o brilho continua em mais esse lindo livro, embora cansativo, mas que vale a pena ler e vai te dar uma linda lição sobre não exigir tanto da vida, mesmo quando não se tem nada.
Mesmo que te digam que 'o livro é ruim' ou 'é uma cópia de O caçador de Pipas, só que com duas mulheres' não acredite, tente ler, e se não desistir antes do fim, será mais um vencedor como eu, por que, acredite em mim, o livro é cansativo mesmo.

segunda-feira, 26 de abril de 2010

Dia 12: Qualquer coisa à sua escolha

Quer um conselho? Não se apaixone. Seja forte o suficiente pra não amar alguém mais do que a si mesmo, por que, depois que "isso" se instala em você, é impossível sobreviver. Não fique deslumbrado com coisas que nunca viu, não saia de casa, ou saia. Não se case, se você realmente quer ter uma vida calma e a sua maneira não se case. Não tenha filhos, eles vão crescer e vão se jogar ao mundo, e ainda vão dizer que tudo o que vocês fizeram por eles não foi o suficiente.
Viaje. Caso não tenha grana apenas vá pra capital e passe um dia todo olhando rostos desconhecidos, isso vai te fazer esquecer por alguns momentos o vazio dentro de você.
Tenha ideias e ideais. Faça uma faculdade, ou não faça. Estude e mate aula. Coma tudo o que engorda e corra pra academia, ou não. Não tome banho de chuva, banho de chuva é um clichê. Ou não. Goste de clichês, mas não siga todos eles. Ame seus avós mesmo que eles ja estejam mortos. Não corra, seja um super-herói e voe. Ame seus ídolos e os defenda, por mais que o seu fanatismo vá passar daqui dois anos, ou dois meses.
Faça o que mais tem vontade e não se deixe levar, ou deixe. Não chore, chorar é pra fracos, seja mais do que isso, caso contrário você vai ser só mais um e, embora ser só mais um muitas vezes seja bom, em certos momentos precisamos de mais do que isso. Em certos momentos precisamos ser inteiramente nós, precisamos ser inteiramente nossos pais e nossos irmãos. O mundo vai acabar em 2012, ou não. Se você acredita nisso, faça tudo o que tem vontade, ou não. E se você não acredita, mesmo assim faça tudo o que tem vontade, ou não.

sexta-feira, 23 de abril de 2010

Dia 11: Uma foto tirada recentemente

Minha véia, minha fedorenta, a culpada por eu não parar o dia todo, pelas minhas risadas e minhas lágrimas, minha preocupação, minha maior saudade. Um pedacinho de criatura que eu ganhei de presente, e foi realmente o melhor presente de todos, mas ao mesmo tempo o pior. Eu te amo e te protejo como uma mãe protege a cria, eu amo quando tu vai me buscar no portão, eu amo o jeito que tu pula em mim e me suja toda, eu amo quando tu me lambe, eu amo te abraçar e sentir que tu é bem quentinha, eu amo rir das tuas palhaçadas, eu amo colocar a coleira em ti e ao invés de andar tu morder ela, eu amo ver tu dormindo de barriga pra cima, eu amo ver tu dormindo enrolada no teu paninho, eu amo quando tu traz pauzinhos pra dentro de casa e deixa tudo sujo, eu amo essa carinha de safada característica tua. Tu é tudo pra mim, e eu não sei mais viver longe de ti. OBRIGADA POR ME AMAR, POM POM!

segunda-feira, 19 de abril de 2010

Dia 10: Uma foto tirada há anos atrás

Se eu pudesse, voltaria a ter 4 anos -e ser loira-. Não que ser loira tivesse alguma importância, mas sim por que dói ser gente grande e enfrentar a vida de gente grande. É tão mais fácil olhar figuras em livros e acha-las lindas, principalmente quando ainda se consegue ter um brilho nos olhos, brilho esse que se perde quando resolvemos -contra a própria vontade- virar gente grande.

sexta-feira, 16 de abril de 2010

Dia 09: Uma foto que você tenha tirado

Quando um vício te conforta

quinta-feira, 15 de abril de 2010

Dia 08: Uma foto que te deixe triste, ou irritado

Difícil -ou fácil- escolher essa. Como todos sabem ou não eu respiro gincana e sou louca por tudo o que envolve o assunto. Na gincana desse ano minha equipe ia fazer uma bola gigante para representar a Africa do Sul, País participante da Copa este ano e homenageado por nós no nosso desfile.
Só que infelizmente nosso projeto arquitetônico não deu certo, fail.
Essa foto me deixa irritada por isso. Nós tentamos, não fomos felizes e falhamos. É foda tu te esforçar tanto pra fazer uma coisa bonita e no fim das contas ela não dar certo; é frustrante, te faz pensar que tu não vai conseguir. Ainda bem que no fim deu tudo certo, e ficou tudo tri, né. :)

Essa é -ou foi- a nossa bola gigante ainda sendo construída
 E pensar que tudo estava indo bem!

segunda-feira, 12 de abril de 2010

Dia 07: Uma foto que te faça feliz

Eu bem que queria postar uma foto tirada na praia esse fim de semana só que ainda não as tenho ._. Mas há um tempo que eu já havia decidido a 'foto que me faz feliz' =]


Isso foi a realização de um sonho. Um sonho de mais de 7 anos, e que só ano passado eu pude realizar! Não tenho palavras, sério. Foi a melhor coisa que poderia ter me acontecido!

35º CLJ1, MINHA BASE, TUDO PRA MIM! Q.S.P.

"O amor de Deus em mim está, também em você. Está vivo em nós, tem um nome: é Jesus! A verdade, o caminho e a luz."
SHALOM!

sexta-feira, 9 de abril de 2010

Dia 06: Qualquer coisa à sua escolha

Pelo amor de Deus, como pode um ser humano poder detestar um ser inferior a ele, sendo que esse ser não pode se defender nem nada?!
Depois de uma cena triste que eu presenciei na minha casa hoje, eu tenho ainda mais forças pra falar disso.
Os manolo não sabem ver que um cachorro, ou gato, eles não tem noção que podem machucar, e que fazem o que fazem pra brincar, e também demonstrar afeto...
A coisa mais linda do mundo é chegar em casa e ser recebido pelo teu bichinho. Pelo menos pra mim é :3 Eu chego do colégio e o que mais me deixa feliz é ver a PomPom me esperando, vem e me lambe, me suja e me amarrota a roupa, é mágico, e só quem ama bichos sabe o que é esse sentimento!

Por isso eu te digo, olha pra tua bunda ridícula e suja antes de PENSAR em fazer mal pra um bichinho! Eu já tive mais de 15 gatos durante toda a minha vida, ja vi muitos deles sofrendo e agonizando até morrer, já enterrei muitos com as minhas mãos e chorei pela morte de todos, e uma coisa eu te garanto: ele sente tanta dor quanto tu sente, por isso se um dia tu pensar em bater com um pau em um cachorro, por exemplo, antes bate em ti, sente a dor e lembra que o cachorro vai sentir 5 vezes mais essa mesma dor!!!

quarta-feira, 31 de março de 2010

Dia 05: “Quote” (citação) favorita

"Perspectivas são um luxo quando se tem um enxame de demônios zumbindo constantemente na cabeça."
 O Caçador de Pipas
É, pra mim essa frase vale e muito, todos os dias. Li esse livro no início do ano passado e me marcou muito, acho que todo ser humano deveria le-lo. Essa frase em especial me fez pensar e ver que é verdade: quanto mais tu tenta resolver o que te incomoda, pior é; no fim das contas tu só vai sair mais machucado(a) ainda e sem esperanças de respostas. Não tenha muitas esperanças, se tu realmente ver que não dá, por que ai sim os demônios vão ir zumbir na tua cabeça, dia após dia.

terça-feira, 30 de março de 2010

Dia 04: Filme favorito

Oii oii leitores sapecas ~
Hoje eu tô feliz pois vou falar do meu filme favorito

E o Oscar vai para *tambores* :
Escrito Nas Estrelas [Serendipity]
A comédia romântica mais linda, os fatos que te levam a acreditar em alma gêmea e destino -principalmente- são os mais mágicos que já vi. Um filme que te prende do início ao fim, desde a Cassiopéia ao pintor esquisito que não fala nada com nada. A base é a mais comum pra uma comédia-romântica-melada [casal que todos sabemos como acaba no final do filme], mas o que faz os dois, depois de anos acharem suas 'pistas perdidas' é o mais interessante do filme, te faz ver que se é real, mesmo após anos ainda existe, e volta a acontecer da maneira mais linda, mágica e engraçada.
É um filme de 2001, mas por mais que seja 'velho' vale a pena, nunca vi nada igual. Com certeza você vai sair cantando Sarah por ai :D 



O destino pode te dar uma segunda chance?

segunda-feira, 29 de março de 2010

Dia 03: Programa de TV favorito

Hoje, com um pouco de atraso vou falar de um programa - que não é o meu favorito, pois não passa mais ): - mas que durante a minha infância foi. Talvez não só o meu favorito, mas acredito que de muitas crianças da década de 90, porque era um ótimo programa, era febre mesmo.
TV CRUJ
Bá, é sem palavras pro TV CRUJ! Uma das melhores e mais nítidas lembranças da minha infância. *-* Quem me dera poder ver de novo na TV os meus personagens tão queridos. XD

Era isso galera, tentarei voltar amanhã por que tô tri ansiosa pra falar do meu filme favorito ^w^

Cruj, Cruj, Cruj, Tchau 8D

quarta-feira, 24 de março de 2010

Dia 02: Livro favorito

Meu ponto fraco são os livros, não tenho como negar nem esconder isso. É uma coisa que me persegue, o cheiro deles, a textura, é um trem incontrolável, uma doença. Por isso, mas difícil do que escolher uma música, escolher um livro é uma missão impossível.
O motivo de eu ter escolhido esse livro é a forma como ele chegou até mim e a importância que isso teve. Soul Love - A Noite o Céu é Perfeito! foi-me dado de presente por um fantasma com um cartão falando coisas sobre mim, coisas intimas que poucas pessoas são capazer de falar. Até hoje não sei quem foi que o mandou. 

O livro é um romance incrível, dois jovens que se encontram pelo destino, ambos com um passado que querem que seja escondido. Não consigo falar mais do que isso sobre Soul Love, mas até eu que não sou romântica queria  um amor com o de Jenna e Gabe. Awwwn, eu quero um Gabe pra mim *-*

terça-feira, 23 de março de 2010

Dia 01: Música favorita

Pois bem, escolher uma música foi um problema. Um grande problema. Então resolvi escolher uma música da cantora favorita, isso facilita, daí!

YUI Yoshioka, esse é o nome. Da cantora =p E a música escolhida foi Tomorrow's Way. Eu super me identifico com essa música, ela tem muito de mim, embora não seja a minha preferida da YUI, por que convenhamos, é impossível escolher uma só música da YUI pra chamar de preferida. YUI conhece as suas fraquezas, e sabe explora-las como ninguém, e incrivelmente sempre fala da minha vida nas músicas dela, ela tem que parar.

Desafio

Como sou uma pessoa total e completamente sem criatividade u.u e o meu Brógui não definitivamente não, eu disse não é a coisa mais bombada do mundo -q eu vou fazer uma brincadeirinha que eu achei. Ela dura 30 dias, espero que isso me ajude e que eu consiga cumprir tudo o que ela pede. Olha:

Dia 01: Música favorita;
Dia 02: Livro favorito;
Dia 03: Programa de TV favorito;
Dia 04: Filme favorito;
Dia 05: “Quote” (citação) favorita;
Dia 06: Qualquer coisa à sua escolha;
Dia 07: Uma foto que te faça feliz;
Dia 08: Uma foto que te deixe triste, ou irritado;
Dia 09: Uma foto que você tenha tirado;
Dia 10: Uma foto tirada há anos atrás;
Dia 11: Uma foto tirada recentemente;
Dia 12: Qualquer coisa à sua escolha;
Dia 13: Um livro de ficção;
Dia 14: Um livro de não-ficção;
Dia 15: Uma fanfic;
Dia 16: Uma música que te faça chorar;
Dia 17: Uma obra de arte (pintura, desenho, escultura);
Dia 18: Qualquer coisa à sua escolha;
Dia 19: Um talento seu;
Dia 20: Um hobby seu;
Dia 21: Uma receita;
Dia 22: Um site;
Dia 23: Um vídeo do Youtube;
Dia 24: Qualquer coisa à sua escolha;
Dia 25: Seu dia, em detalhes;
Dia 26: Sua semana, em detalhes;
Dia 27: Este mês, em detalhes;
Dia 28: Este ano, em detalhes;
Dia 29: Esperanças, sonhos e planos para os próximos 365 dias;
Dia 30: Qualquer coisa à sua escolha;
Vou ver se começo hoje, ou não ;#
Ideia roubada do Blog Amigo Imaginário

segunda-feira, 15 de março de 2010

Loving me, Loving you


Não consigo realmente lembrar muita coisa sobre a viagem de metrô até Heathrow.
Estava inteiramente atordoada.
Sabia que fizera a coisa certa. Pelo menos pensava ter feito. Mas acontece que aquilo era a vida real, e nenhuma decisão era inteiramente clara. Não é como virar no lugar certo e conseguir a felicidade para sempre ou virar no lugar errado e sua vida se transformar num desastre. Na vida real, muias vezes é quase impossível dizer qual a decisão que se deve tomar, porque o que se ganha e o que se perde muitas vezes são equivalentes.                 Página 439, Capítulo 35, Melancia

 
Semana passada eu terminei de ler Melancia. Eu o consideraria uma comédia romântica, né. Mas não sei se é bem isso.
Eu queria fazer um post lindão falando desse livro pois eu realemnte amei ele, mas pelo que pude ver, não estou inspirada pra isso hoje :((
O que posso dizer pra vocês é: LEIAM! É um livro lindo, repleto do mais fino humor. Nossa protagonista, Claire, tem um bebê e é deixada pelo marido. Em meio a muito alcool e um corpo que mais parece uma melancia, Claire conhece Adam, que vai mudar sua vida completamente. Após dois meses de depressão, seu ex-marido James volta querendo tira-la de Dublin e leva-la para Londres, para recomeçarem uma nova vida juntos. Mas as intenções de James não eram apenas essas, ele tentou do pior jeito possível convencer Claire a acreditar que ela o jogou nos braços de outra por ser infantil e não dar a ele a atenção que ele merecia. Ele usou de uma espécie de chantagem, dizendo a Claire que ele a 'deixaria' voltar para casa com ele se ela prometesse mudar. No início a pobre Claire até que acreditou no idiota, mas depois que conseguiu abrir os olhos deixou de ser a pobre Clair e passou a ser uma das mais belas heroínas que já vi. A lição que Claire dá em James é incrível, tudo o que ela fala sobre ser quem ela realmente é, é perfeito. O final? Ah, ae vocês vão ter que ler o livro, haha.

Sabe, até que foi uma boa ideia falar dos livros que eu leio aqui, farei isso mais vezes =]]

quinta-feira, 4 de fevereiro de 2010

Cumprindo o prometido

Contra a própria vontade
Nem sempre é fácil evitar certos assuntos, muitas vezes os fatos nos fazem encontrar os assuntos que mais tememos.
Tantos meses sem sentir algo forte por alguém faz a gente desaprender os sintomas. Um amigo te diz que uma das partes provavelmente sairá machucada, mas na tua cabeça a parte é a outra, não tu. Doce ilusão.
A doçura foi te conquistando aos poucos, e por mais que tu lutasse contra a tua vontade, o encanto foi mais forte.
É difícil acreditar que alguém corra tanto atrás de algo pra depois jogar isso ao vento. É incrível como eu só gosto do que não presta, isso chega a ser cômico.
Apesar de a ignorância dominar todas as frases, eu não desisto fácil do que eu quero. Por mais que os outros me digam que é vago e que não vale a pena, eu não vou simplesmente deixar quieto.
As respostas podem demorar a aparecer, mas ninguém corre tanto só pra ter mais uma figurinha. Fortaleza muitas vezes é sinônimo de fraqueza, e com a fraqueza eu sei lidar, principalmente quando o medo de me olhar nos olhos domina qualquer simples "bom dia".


quinta-feira, 14 de janeiro de 2010

daughter to father

Três palavras
Se um dia eu criar coragem e te disser tudo que eu guardo aqui dentro, tu vai gostar de me ouvir? Será que vai doer em você como dói em mim? Será que eu vou receber em troca um abraço e um colo ou um olhar frio e sem amor? Queria poder te abraçar e gritar pra todo mundo que tenho orgulho de ti.
Todas as noites antes de dormir eu penso em como seria ter um abraço de boa noite, em como seria o seu abraço de boa noite, e isso não surgiu agora, sonho com o teu abraço há quinze anos.
E então me pergunto: será que alguma vez tu já pensou em mim como filha? Eu queria que tu soubesse que posso não te ter, mas o meu coração é teu, meu amor é teu, minhas lágrimas mais sofridas são tuas.
Um pouco de carinho, um abraço apertado, um olhar sincero, um colo pra adormecer, um conselho certo e um pouco de amor, apenas um pouco de amor e sinceridade; só preciso disso. Só preciso de um pai, do meu pai. Queria dizer 'eu te amo' e receber o mesmo em troca. Queria ouvir uma palavra carinhosa vinda de ti.
Eu te amo. Queria poder te dar todo o meu amor. ~escrito em 06/07/09.